sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Clube de patifes: Radiola (EP) 2014

Nenhum comentário:

Release:
Depois de 3 anos do lançamento do segundo álbum de inéditas e um acústico lançado ano passado, o Clube de Patifes entra em estúdio mais uma vez para registrar canções compostas nos últimos cinco anos e que irão fazer parte do quarto álbum de carreira da banda, intitulado "Casa de Maribondo". Agora como um quinteto, o grupo vem com sonoridade renovada tanto pela presença da dupla de guitarristas Rodrigo Borges e Sergio Magno, quanto por ter na produção do disco a assinatura de um dos mais renomados produtores musicais da atualidade, André T. O EP Radiola é uma mostra desse trabalho com 3 canções e uma faixa bônus, um aperitivo do que será a nossa Casa de Marimbondo."

Banda: Clube de Patifes

Gênero: Blues

Origem: Feira de Santana\Ba

Álbum: Radiola (EP)

Ano: 2014

Integrantes:
Pablues (Vocal, Gaita)
Paulo de Tarso (Bateria)
Rodrigo Borges (Guitarra)
Sérgio Magno (Guitarra)
Jo Capone (Baixo)

Tracks:
01.Radiola
02.Nada Acabou
03.Cavalo de Tróia

Joel Moncorvo: Revoluções (2014)

Nenhum comentário:

Release:

Revoluções é uma obra-prima de um homem que respira música e escreve sua própria história numa clave de Fá, preenchido por alma e sensibilidade. O seu encarte traz uma explicação sobre cada música, sobre as idéias e situações que inspiraram cada faixa. Sua sonoridade flui suavemente por meio de técnicas precisas e apuradas de Slap, Tapping e Pizzicato, além de uma boa dose de improvisação. Este é mais um CD fantástico do Contrabaixista, compositor, e arranjador Joel Moncorvo. 

Banda(Músico): Joel Moncorvo

Origem: Salvador\Bahia

Gênero: Rock\Fusion\Soul\Instrumental

Formato: Digipack Luxo e Caderno com 16 páginas

Músicos Participantes: 
Contrabaixo Elétrico, Fretless e Semi-Acústico: Joel Moncorvo
Piano, Teclado, Rhodes, Orgão: Bel Reis e Juliano Valle
Guitarra: Ricardo Caldas | Sax: Eric Almeida | Trompete: Tiago Marinho | Trombone: Igor Almeida | Tuba: Renato Costa Pinto
Bateria: Marcio Kleber, Thiago Drum'on e Victor Marcellus

Track List:

1.Revoluções (4:28)
 2.Conduta  (2:59)
3.Daiane (3:20)
4.Camisa de Força (4:32)
5.Pai e Filho (4:07)
6.Combate (3:56)
7.Crianças Índigo (4:20)
8.Siga em Frente (3:09)
9.Bass Soul Music  (3:45)
10.As Vozes (3:39)

Facebook (01)
Facebook (02)


SOBRE CADA MÚSICA:

1-REVOLUÇÕES: Nos últimos anos o contrabaixo tem se tornado mais do que um instrumento complementar e de apoio aos demais instrumentos, e sim, um instrumento independente e com vida própria. 
O título "Revoluções" me foi inspirado musicalmente por traduzir um novo conceito na arte de tocar o contrabaixo. No início da música o contrabaixo faz o tema principal com pizzicato. Em seguida, temos um especial onde o Slap e os naipes de metais se encontram. Já no improviso temos uma bela conversa de contrabaixo e rhodes. Logo após, a música explode em uma belíssima parte com tapping e no final todos se encontram.

2-CONDUTA: Compus cada parte dessa música em minhas viagens e sempre quando voltava para casa escutava a última versão da pré-produção. Depois me reuni com o pianista Bel Reis e com todos do grupo. Todos os arranjos foram nascendo um a um. Enfim nasceu "Conduta". 
A escolha do título deve-se a grande importância e responsabilidade dos nossos atos e exemplo. Muitas vezes esse último fala mais que muitas palavras.

3-DAIANE: Essa música é a conclusão de "Eletro-Tapping" (4ª faixa do CD Muito Além do Som, 2007), que revelou todo o meu sentimento de busca e desejo de encontrar a minha filha que estava desaparecida. 
Em 16/03/2012, depois de mais de dez anos, tive a grande alegria de reencontrar Daiane. Foi uma emoção sem palavras. Desse sentimento surgiu o título da música.

4-CAMISA DE FORÇA: Será que estou louco...? Fui enterrado vivo. Não vejo saída, me debato de um lado para o outro. O que fazer?
Meu coração dispara, começo a gritar. Será que alguém vai escutar?
Fecho os olhos, procuro me acalmar, mas não dá. 
Choro e suplico, por favor, alguém me escute, estou aqui embaixo! Acho que ninguém vai me encontrar.
O desespero e a aflição tomam conta de mim, volto a debater e gritar sem parar.
Minha respiração está ofegante, não estou conseguindo respirar. 
Nesse momento acredito em tudo, faço promessas, fecho os olhos e começo a rezar: Meu Deus me ajude, farei tudo o que quiser, estou desesperado senhor, por favor, me tire daqui... mas não tenho resposta. 
Estou completamente aterrorizado, apavorado, agoniado, querendo sair. Foi quando percebi que estou vestido em uma camisa de força!

5-PAI E FILHO: Ainda me lembro daqueles momentos que o meu pai me levava no ombro para a praia, me fazia rir sem parar, me apresentava várias músicas dos mais variados estilos e até hoje dedica sua vida pela nossa família. Cresci, aprendi, me casei, tenho filhos e até hoje aqueles momentos não saem do meu coração. Estaremos sempre juntos, pai!     

6-COMBATE: É muito interessante como a música tem o poder de transformar o nosso estado emocional. Baseado nisso, compus uma que fosse capaz de me deixar mais eufórico, mais elétrico e não menos equilibrado. Desse sentimento surgiu "Combate". 
Tecnicamente é uma música que mescla bases e riffs de pizzicato, com passagens rítmicas e melódicas capazes de nos transportar mentalmente para outros lugares. 
Sempre que preciso de mais energia e tenho necessidade de vibrar mais, escuto "Combate". 
Não poderia deixar de comentar o convite da empresa PEZO BASS para assinar um amplificador e duas caixas mega potentes para contrabaixo. Na mesma hora precisávamos de um nome, não tive dúvidas, batizei todo o setup de Combate. 
Uma música com um incrível punch e que me transmite muita emoção e sentimento.

7-CRIANÇAS ÍNDIGO: Foi a primeira música que compuz para esse álbum.
No começo tentei me basear nas composições do meu primeiro CD (Muito Além do Som), mas logo percebi que tudo já era diferente. 
A música nos conta através das suas partes uma história muito intensa, cheia de nuances, climas e explosões. No tema principal usei a técnica do pizzicato. Já nas outras partes usei tappings e slaps. Toda a música é recheada com arranjos de naipes de metais e um belíssimo piano fazendo a base com a bateria. 
Sobre a escolha do título “Crianças Índigo”, acredito que seja pelo desejo de termos um mundo melhor!

8-SIGA EM FRENTE: Música regida por frases marcantes de contrabaixo e pelo belíssimo refrão do naipe de metais. 
A inspiração para compor “Siga em Frente” foi conhecer algumas pessoas que tentaram se aproximar querendo só tirar vantagem e proveito. Isso não é incomum, acontece. Para essa e outras situações existe vacina: é estarmos em oração com a nossa conduta, moral, valores e principalmente com Deus! Cada vez que escuto essa música, tenho mais certeza de que, aconteça o que acontecer temos que seguir em frente.

9-BASS SOUL MUSIC: Música que se inicia com uma belíssima frase de sax. Logo após começa uma história mansa contada pelas perguntas do contrabaixo, sendo respondidas por um naipe de sax e o refrão convencionado pela banda. Já na segunda parte o contrabaixo faz o seu discurso bem claro, nota por nota. 
Aos poucos a música nos sugere que tudo tem o seu tempo – a nossa hora chegará, mas é preciso estar preparado e semeando frutos positivos.

10-AS VOZES: Criei essa música para falar com Deus.
Dedico essa música para o meu irmão e amigo Mr. Alexandre Moncorvo.

Joel Moncorvo em foto de Ana Prado


quinta-feira, 18 de setembro de 2014

OVERDOSE ALCOOLICA, CONFIRMADA NA EDIÇÃO DE 10 ANOS DO BOQUEIRÃO ROCK METAL FESTIVAL.

Nenhum comentário:
Cachaceiros e alcoólatras de plantão e com prazer que a ODICELAF PROD. confirma para a festa de 10 anos do BOQUEIRÃO ROCKMETAL FESTIVAL, no dia 22/11, a maior banda de Rock/Metal Alcoólica do Brasil. A OVERDOSE ALCOOLICA, que estará lançando seu debut álbum “Apologia ao Alcoolismo”.


A banda nasce em meados de 2005 por Binho Breja e Caio Pinga, com o intuito de fazer música alcoólica, independente do estilo dentro de cada música. Apesar disto, é redundante, porém indispensável falar que todas essas influências caminham dentro do Rock. A banda nasce sem pretexto algum de trazer algo inovador e único, apensas tem como objetivo a diversão e entreter o ouvinte em seus melhores momentos. Música para se divertir e encher a cara de cachaça, sem pretensão nenhuma de ser técnicos ou melhor do que alguém.

Muitos integrantes já passaram pela banda desde sua formação, porém foi com Rodrigo Gin, Davi Ampola e Fagner Mé que gravamos a nossa primeira Demo, intitulada “Chuva de cerveja” no ano de 2012. A demora do lançamento se deu pela grande dificuldade de membros permanentes que tivesse o mínimo ridículo de responsabilidade e que acreditasse piamente em nossas ideias e objetivos. Sem isso, era impossível darmos início às gravações e shows. Entretanto as composições não paravam de aumentar, ultrapassando hoje a marca de mais de 100 músicas compostas e arquivadas a espera de uma futura gravação e lançamento.

Em 2012 a banda começa a tomar corpo e a se destacar com a Demo, e logo no início de 2013 começam os preparativos para a gravação do primeiro CD. Este já intitulado “Apologia ao alcoolismo”. Que sairá pela gravadora Music In Veins Records em parcerias com outras distros. Porém, a banda já segue o rumo com outra formação. No inteire da demo com o CD, a banda resolve lançar um EP, intitulado “Eu só sei beber”, com lançamento no festival Palco Do Rock 2014.

A Overdose Alcoólica hoje é Binho Breja – Vocais; Caio Pinga – Baixo; Rodrigo Gin – Guitarra; Davi Ampola – Guitarra: Thauan Beer – Bateria.

SEGUI LINKS INTERESSANTES SOBRE A BANDA:

VIDEOS:

COM DINHEIRO EU MORRERIA:

MULHER PINGUÇA: 


CONTATOS DO BOQUEIRÃO ROCK METAL FESTIVAL:
(75) 9966-5520 – ADAUTO DANTAS
E-MAIL: boqueiraormfest@gmail.com

boqueiraorockmetalfestival@hotmail.com

terça-feira, 9 de setembro de 2014

Hatend: em processo avançado de composição do novo álbum

Nenhum comentário:

fonte: msmetalpress
A banda baiana de Thrash Metal HATEND já possui três faixas finalizadas do seu próximo álbum, sucessor do bem recebido “Metal 13”.

O material tem previsão de lançamento para o primeiro semestre de 2015, através da MS Metal Records, com distribuição física da Voice Music e digital pela CD-Baby, englobando as principais lojas dos mercados nacional e estrangeiro.

Em paralelo, o grupo continua sua maratona de shows no interior da Bahia, onde tem uma boa base de fãs estabelecida. A última apresentação aconteceu no dia 07 de setembro, na cidade baiana de Paulo Afonso, no evento Copa Vela; para uma audiência participativa e que apoiou o grupo em um set list especial para a ocasião.

Para mais informações sobre as atividades da banda HATEND e demais clientes da empresa, basta entrar em contato com a MS Metal Press através do e-mail contato@msmetalpress.com.

quinta-feira, 4 de setembro de 2014

Kazenin Mafia : Instrumental Rock (Salvador \ Bahia)

Nenhum comentário:
Kazenin Mafia

Release:
A Kazenin tem como proposta o estudo e experimentação de melodias, velocidades, texturas, referências, extraindo o máximo de seus instrumentos.  Os três campos (Guitarras e violões, baixo elétrico e contrabaixo acústico, bateria e outros instrumentos percussivos) são explorados de forma a expressar o máximo aos espectadores sem a necessidade de uma voz e letras lhes dizendo o que pensar, ou como se sentir.

Rockn'roll, Rock Progressivo, Noise rock, Hard Rock, Blues, Doom Metal, Post Rock, Stoner Rock, Grunge, Folk, Jazz, Rockabilly. Quase tudo o que for rock, ou algo parecido com isso (e, às vezes, nem tão parecido) é material de trabalho para esse power trio inquieto.

Banda: Kazenin Mafia

Origem: Salvador\Bahia

Gênero:  Rock Instrumental

Formação :
Gabriel Wirz - Baixo Elétrico/Contrabaixo Acústico
Gregory Baratoux - Guitarra elétrica/Violão
Luciano J - Bateria/Percussão

Links:
Facebook(Fã Page)

quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Igor Gnomo: Instrumental \ Jazz \ Rock \ Fusion (Paulo Afonso\Bahia)

Nenhum comentário:
Igor Gnomo
Release:
Nascido em Paulo Afonso Bahia, IGOR DAVI (22 ANOS) graduando em Lic. em Música, guitarrista e compositor. Começou a ter influências musicais cedo, sempre influenciado pelos pais. Ganhou seu primeiro instrumento quando tinha 8 anos de idade, a partir daí não parou mais. O músico mistura elementos ritmicos do Funk, JAZZ, passando pelo rock instrumental. Atualmente Igor vem circulando com o show "NorDestino" em cima do seu primeiro cd também intitulado com o mesmo nome, que conta com 9 composições de sua autoria e a participação de vários músicos como o guitarrista Luciano Magno. O grupo é composto pelo baixista Andre Jumper, o baterista Glaucio Barreto e o percussionista Gildo Madera. O direcionamento do grupo é voltado a festivais, feiras culturais e workshops, assim já passando por várias cidades e diversos eventos. Igor Gnomo é natural de Paulo Afonso-BA e reside atualmente em Aracaju-SE, assim facilitando a ponte para também outros estados. Veja release completo no site oficial do artista CLIQUE AQUI

Banda(Músico): Igor Gnomo

Origem: Salvador\Bahia

Gênero:  Música Instrumental \ Jazz \ Rock \ Fusion
Formação :
Igor Gnomo (guitarra)
Andre Jumper (baixo)
Glaucio Barreto (bateria)
Gildo Madera (percussão)

Discografia:
2011-NorDestino
2011 – Andarilho
2012 – Igor Gnomo group ao vivo praça das mangueiras
2012 – EP mangabeira Jazz
2013 – inclusão na coletânea- “an introduction to brazilian jazz” BMA
2014- Alquimia, Trilhos e Poesias

Links:
Site Oficial
Soundcloud
Youtube
Facebook(Fã Page)
Facebook (Perfil) I
Facebook (Perfil) II

Máquina Total (Alternative Rock) Paulo Afonso\Bahia

Nenhum comentário:


Release:
A banda Máquina Total é som na veia!
Em ação desde o Moto Energia 2012, em Paulo Afonso, um dos maiores encontros de motociclistas do Brasil! De lá pra cá com o pé na estrada, levando o repertório de rock and roll e blues, com tudo que a formação guitarra-baixo-bateria-vozes pode proporcionar de bons sons e energia nas apresentações ao vivo! 

Banda: Máquina Total

Origem: Paulo Afonso\Bahia

Gênero:  Rock And Roll, Reggae, Soul, Black Music, Groove Brasil

Formação :
Ricardo Castelo - voz e guitarra
Ronaldo Da Maceno - guitarra e voz
Fernando César Pirata - baixo
Fábio Galvão Pot - voz
Thiago Mano - bateria

Links:
Facebook(Fã Page)
Facebook (Perfil)


terça-feira, 26 de agosto de 2014

Casa de show Bali Beach é demolida em Piatã, na orla de Salvador

Nenhum comentário:

Segundo a Sucom, a demolição faz parte do processo de revitalização da orla de Salvador

A casa de show Bali Beach, em Piatã, foi demolida na manhã desta terça-feira (26) por equipes da Superintendência de Controle e Ordenamento do Uso do Solo do Município (Sucom). As retroescavadeiras iniciaram a operação por volta das 6h30. Nenhum funcionário da casa estava presente.

A casa de shows foi notificada em janeiro e em fevereiro para desocupar o terreno após o fim do contrato de 25 anos de exploração. Segundo a Sucom, a demolição faz parte do processo de revitalização da orla de Salvador.

Os tradicionais bares Jangada e  Língua  de  Prata, que ainda  não foram demolidos, deverão enfrentar o mesmo processo futuramente, para que a requalificação seja executada no trecho. 

quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Há 25 anos morria o Maluco Beleza: Raul Seixas

Nenhum comentário:
O Mito: Raul Maluco Beleza Seixas
fonte: whiplash

Raul Seixas morreu no dia 21 de agosto de 1989, e foi encontrado morto às 7 da manhã do dia seguinte pela empregada Dalva Borges. Ela entrou no quarto como de costume para abrir a janela, observou-o, viu que o lençol o cobria até a altura do peito. Então, saiu dali para iniciar as tarefas do dia. Mas Raul não acordava e isso era incomum, geralmente, bastava um só ruído e ele se punha de pé. Agora, não. 
Preocupada, Dalva decidiu vê-lo de novo, Encontrou-o do mesmo jeito, e sem reação. Julgou que havia morrido. Passou a mão no telefone e ligou para os amigos Marcelo Nova e Jerry Adriani. Não conseguiu encontrá-los. Tentou então o numero do parceiro José Roberto Romeira Abrahão. Ele então pediu que Dalva colocasse um espelho próximo às narinas de Raul, para ver se ainda respirava. 
Ela foi e voltou dizendo que não saía vapor do nariz e ele não dava sinal de vida. Junto do médico Luciano Stancka e de Marcelo Nova, Abrahão se dirigiu ao flat de Raul e lá chegando o doutor verificou que ele estava morto já havia algumas horas e deu o atestado de óbito. A notícia foi segurada até a tarde para não provocar confusão no prédio. Ele morreu de pancreatite aguda, causada pelo excesso de bebida.


quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Overdose Alcoólica : Rock n Roll\Alcoholic Metal (Salvador\Bahia)

Nenhum comentário:

Release:
A banda nasce em meados de 2005 por Binho Breja e Caio Pinga, com o intuito de fazer música alcoólica, independente do estilo dentro de cada música. Apesar disto, é redundante, porém indispensável falar que todas essas influências caminham dentro do Rock. A banda nasce sem pretexto algum de trazer algo inovador e único, apensas tem como objetivo a diversão e entreter o ouvinte em seus melhores momentos. Música para se divertir e encher a cara de cachaça, sem pretensão nenhuma de ser técnicos ou melhor do que alguém. 

Muitos integrantes já passaram pela banda desde sua formação, porém foi com Rodrigo Gin, Davi Ampola e Fagner Mé que gravamos a nossa primeira Demo, intitulada “Chuva de cerveja” no ano de 2012. A demora do lançamento se deu pela grande dificuldade de membros permanentes que tivesse o mínimo ridículo de responsabilidade e que acreditasse piamente em nossas ideias e objetivos. Sem isso, era impossível darmos início às gravações e shows. Entretanto as composições não paravam de aumentar, ultrapassando hoje a marca de mais de 100 músicas compostas e arquivadas a espera de uma futura gravação e lançamento.

Em 2012 a banda começa a tomar corpo e a se destacar com a Demo, e logo no início de 2013 começam os preparativos para a gravação do primeiro CD. Este já intitulado “Apologia ao alcoolismo”. Que sairá pela gravadora Music In Veins Records em parcerias com outras distros. Porém, a banda já segue o rumo com outra formação. No inteire da demo com o CD, a banda resolve lançar um EP, intitulado “Eu só sei beber”, com lançamento no festival Palco Do Rock 2014. 

Banda: Overdose Alcoólica

Origem: Salvador\Bahia

Gênero:  Rock n Roll\Metal Alcoólico

Formação :
Binho Breja - Vocal
Davi Ampola - Guitarra
Rodrigo Gin - Guitarra
Caio Pinga - Baixo
Thauan Beer - Bateria

Discografia:
Chuva de Cerveja (2012) Demo
Eu Só Sei beber (2014) EP

Links:
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...